Monday, May 18, 2015

Caruaru


Foto: Divulgação (acessada em: www.caruarucultural.blogspot.com)


Amo muito esse lugar. Mas fiz uma promessa dolorosa: não mais voltarei. 
Porque dói muito voltar...
Dói insuportavelmente pensar que na cidade que tanto amo e onde passei bons anos da minha juventude não mais está uma das pessoas mais importantes da minha vida: a minha mãe.
No dia em que me despedi dela, despedi-me também do morro Bom Jesus, do São João mais lindo e colorido do mundo, da feira, do ponto dos músicos, da catedral, da igreja da Conceição, dos bonecos de Vitalino, das bonecas de pano com vestidos de chita, das mariolas, pitombas... Despedi-me de tudo que fazia parte daquele universo particular que construí em torno da minha amada. Despedi-me do cheiro do seu café, do som do seu riso, das suas piadas e do seu olhar inteligente.
Despedi-me também de mim, em certa medida.
Porque todas essas coisas que me constituíam e que agora me faltam, guardam em si pedaços do que fui, da minha história.
Vivo agora com uma enorme lacuna no coração, um porém sem fim.
Nada nem ninguém poderia preencher este espaço ou mudar o que sinto.
E eu prefiro assim. 
Porque, no vazio imenso que se fez onde outrora estivera aquele universo particular em que eu vivia, eu passei a cultivar flores. E com elas hei de presentear minha amada, quando um dia o Criador nos permitir o reencontro.
='(

EmmyLibra
May 18, 2015 - 8:33 a.m.


No comments: